Primeira Liga: As figuras do título

08 maio 2022 14:47:07 CET
Aos 39 anos, Pepe continua a ser fundamental na equipa do FC Porto

O FC Porto venceu no Estádio da Luz por 1-0 e, a uma jornada do fim da I Liga, sagrou-se campeão nacional pela 30ª vez.

O percurso dos dragões esta época foi impressionante, superando o recorde nacional de jogos sem perder na I Liga. O FC Porto esteve invicto durante 58 partidas consecutivas, até à derrota com o Braga no passado 25 de Abril. Essa foi aliás a única vez que os azuis e brancos perderam até serem campeões, somando um total de 28 vitórias e quatro empates, com 84 golos marcados e 22 sofridos.

Apesar de um só elemento não fazer uma equipa, há sempre aqueles que se destacam durante a época e merecem ser recordados. Quem foram então as figuras que mais ajudaram este FC Porto a ser campeão nacional em 2021/2022?

Sérgio Conceição

Não podemos falar do novo campeão nacional, sem começar pelo técnico, cuja marca está claramente vincada na equipa vencedora que construiu.

Depois de perder peças fundamentais do plantel no início da época, quando viu sair Danilo e Marega, o técnico foi obrigado a reinventar a equipa devido às saídas de Corona, Sérgio Oliveira e Luis Díaz no mercado de transferências de inverno.

Todos esperavam que a máquina portista sofresse, mas Sérgio Conceição apostou no que tinha, desenvolveu novos talentos e criou um grupo à Porto. O técnico provou mais uma vez a sua extraordinária capacidade de passar as suas ideias ao plantel com uma eficácia notável.

Lembramos que Sérgio Conceição chegou ao comando do FC Porto em Junho de 2017 e conquistou logo o título, que repetiu na época 2019-20 e agora pela terceira vez.

Diogo Costa

Chamado à equipa principal dos dragões em 2019/2020, Diogo Costa defendeu a baliza portista em apenas quatro jogos da I Liga nas duas últimas temporadas, sendo escolha principal para os jogos das Taças de Portugal e da Liga.

Por isso, foi com bastante surpresa que os adeptos dos dragões viram o guardião de 22 anos 'roubar' o lugar ao experiente Marchesín para ser titular no campeonato, logo desde a primeira jornada.

Mas, com apenas 22 golos sofridos nas 33 partidas da I Liga, o jovem provou ser mais uma aposta ganha de Sérgio Conceição e até já conseguiu a titularidade na baliza da Selecção Nacional.

Vitinha

Depois de uma temporada de empréstimo ao Wolverhampton, Vitinha regressou ao Dragão e estreou-se como titular à sexta jornada.

Desde então, o médio mostrou a sua classe e agarrou um lugar nas opções de Sérgio Conceição.

Vitinha caracteriza-se pela inteligência e rigor táctico, além da excelente leitura de jogo. Os dois golos marcados e três assistências não mostram a sua capacidade de influenciar o futebol da equipa. Mas as boas prestações valeram-lhe a eleição de melhor médio da Liga nos últimos três meses, além da chamada à selecção nacional, por Fernando Santos.

Otávio

O médio ganhou lugar na equipa de Sérgio Conceição em 2016/2017 e tem vindo a evoluir desde então, fazendo agora a melhor temporada da sua carreira e tornado-se internacional português.

Dono e senhor do meio-campo portista, Otávio mostrou ser o tipo de jogador que é capaz de fazer tudo e que tem a capacidade de resolver jogos.

Com três golos e doze assistências, quatro delas decisivas para a conquista dos três pontos, é claramente um dos candidatos a melhor jogador do campeonato.

Mehdi Taremi

Outro forte candidato éa Taremi. Com 20 golos e 13 assistência na I Liga, a sua influência no título portista é clara e essas intervenções representam quase 40% de todos os tentos apontados pelo campeão esta época.

O iraniano ocupa nesta altura o segundo lugar da lista dos melhores marcadores da época, a sua terceira vez no pódio em número igual de épocas no campeonato português.

Luis Díaz

O colombiano estava a destacar-se como uma das figuras principais do campeonato e era sem dúvida o motor da máquina portista. Por isso, não foi surpresa que no mercado de transferências de inverno tenha sido vendido ao Liverpool, onde se está a impôr. Porém, foi uma grande dor de cabeça para Sérgio Conceição que perdeu o seu melhor jogador e foi obrigado a reinventar a equipa.

A sua qualidade é tanta que apesar de só ter jogado meia época pelos dragões, faz parte dos destaques e ocupa ainda o quinto lugar na lista de melhores marcadores do campeonato nacional, com os mesmos 14 golos de Evanilson.

Mas o mais impressionante em Luis Díaz não são os números, mas sim a sua capacidade de desequilibrar, como tem demonstrado no clube inglês.

Dono de uma velocidade impressionante, aliada à capacidade técnica e um excelente remate, Díaz pode resolver uma partida sozinho, o que era uma arma preciosa para o técnico portista.

Menções Honrosas – Pepe e Mbemba

O capitão dos dragões é a prova de que a idade é um posto. Aos 39 anos joga como com o fulgor de um jovem, mas com a cabeça de um veterano.

Apesar de só estar presente em 18 das partidas da I Liga do campeão, devido a algumas lesões e castigos, Pepe foi fundamental principalmente por transmitir aos colegas a mentalidade de uma equipa à Porto.

Por seu lado, o central Mbemba não falhou um único minuto com a camisola do FC Porto, desde Novembro, depois de regressar de uma lesão contraída ao serviço da seleção congolesa e ninguém parece ser capaz de lhe tirar o lugar no eixo da defesa de Sérgio Conceição, tendo-se imposto como um dos pilares da equipa.

Apostas de Futebol

A bet365 utiliza cookies
Utilizamos cookies para fornecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies.
Gerir Cookies
Aceitar
Funcionamento dos Cookies
O funcionamento dos cookies melhora a experiência do utilizador, retendo anonimamente as preferências. São utilizados internamente para fornecer estatísticas agregadas sobre os visitantes nas nossas páginas web.
Aceitar
Cookies Essenciais
Alguns cookies são necessários para que a página web funcione e não podem ser desactivados. Estes incluem:
Gerência de Sessão
Gerem a informação da sessão e permitem que os utilizadores naveguem pela página web.
Funcionalidade
Armazenam informação que nos permite recordar as preferências do utilizador, i.e, idioma preferido, tipos de organização e definições de média. Este tipo de cookies é ainda utilizado para melhorar a experiência do utilizador ao, por exemplo, impedir que a mesma mensagem seja mostrada ao utilizador duas vezes.
Prevenção de Fraude
Armazenam informação que nos ajuda a cessar a utilização fraudulenta da página web.
Rastreio
Armazenam informação acerca da forma como os utilizadores acederam à página web. Necessitamos de registar esta informação para que possamos pagar devidamente aos nossos Parceiros.